sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Resenha: Lime Crime Venus - The Grunge Palette



Oi pessoal!


O post de hoje é um resenha de um produto no qual estou master blaster apaixonada! O produto em questão é a Venus Palette da Lime Crime!


No final do ano passado, a Lime Crime anunciou o lançamento da Venus e assim que a primeira foto foi divulgada no Instagram da marca, um frisson absoluto foi criado! A princípio, foram publicadas apenas as imagens da campanha publicitaria, que pouco mostravam da paleta.
Quando a data de lançamento foi se aproximando, a Doe Deere (fundadora da Lime Crime) postou em dias intercalados, uma foto de cada sombra e os swatches. O mistério em torno da Venus aguçou ainda mais o desejo consumista dos clientes da marca.

O que me fez ficar realmente alucinada com o produto, foi a proposta inventada pela Doe Deere de ser uma paleta grunge. Vocês sabem o quanto eu gosto dos anos 90 e todo o movimento musical alternativo que surgiu no início desta década, somente isso já foi o suficiente para chamar minha atenção e quando me deparei com as primeiras imagens da paleta, soube que precisava de uma!


Vamos começar a resenha pela embalagem maravilhosa! O artwork é inspirado na obra "O Nascimento de Venus" do pintor renacentista Botticelli, nas primeiras fotos de divulgação a deusa Venus foi substituída pela própria Doe Deere. A embalagem além te ter essa imagem linda é bem compacta, possui um espelho interno e tem um fechamento magnético, se fosse um pouco mais fina seria perfeita para levar em viagens.

Apesar de todo do cunho neoclássico com a imagem de Venus, que ficou perfeita de cabelo azul, diga-se de passagem, a proposta da marca é recriar, de forma modernizada, o look grunge dos anos 90. Segundo a própria marca:

"Mash Botticelli’s classical painting with the rebellion of the early 90s, and you get VENUS: The Grunge Palette."

"Misture a pintura clássica de Botticelli com a rebelião dos anos 90, e você terá a VENUS: A Paleta Grunge".



A paleta é composta de 8 sombras que variam entre tons claros iluminadores, corais mais vibrantes, marrons e borgonha. As cores definitivamente tendem para um subtom quente. Abaixo seguem os nomes das sombras, com as suas descrições traduzidas:


VENUS: Cor de fruta pisada (velvet matte)
SHELL: Cor de concha rosa opalescente (glow)
AURA:  Marfim dourado (glow)
CREATION: Marrom enferrujado (matte)
ICON: Marrom terra (matte)
REBIRTH: Cor de uma fruta nectarina madura (matte)
DIVINE: Cor de pedra empoeirada (matte)
MUSE: Vermelho borgonha profundo (matte)


As sombras são bem pigmentadas, macias e esfumam muito bem. Fiquei bastante impressionada com a qualidade, sem contar que as cores são muito lindas.
A maioria possui um subtom quente, apenas a Divine possui um tom mais neutro. Das sombras com acabamento matte, somente Icon e a Muse que são um pouquinhos mais trabalhosas, acho que a Icon podia ter um pigmento mais concentrado, se você esfumar muito ela acaba desaparecendo, já a Muse não acho tão macia quanto as outras e por ter um pigmento intenso pode ser um pouco difícil de esfumá-la, a aplicação dever ser feita aos poucos.

No geral, amei demais esta paleta! As cores são bem diferentes, ainda não possuía em minha coleção tons como a Venus, Shell e Aura. Já a Creation é um dupe perfeito da sombra da MAC Brown Script, que vem a ser a minha sombra favorita da vida, uso a Brown Script em 90% dos meus looks.
Devido a seleção de cores, é possível montar um look inteiro com esta paleta, sem ter que recorrer a outras sombras.

Para muitos, de grunge a paleta não possui nada, no entanto acredito que independente do conceito, a Venus traz ao mercado um novo esquema de cores, diferente do que estamos acostumados e até, eu diria, cansados. Me sinto um pouco saturada com a propagação de paletas neutras, a Venus definitivamente vem para nos mostrar que é possível criar looks maravilhosos e usáveis, com tons laranjas e vermelhos. Eu a considero sim com ares de rebelião, em meio a um mar de paletas que vem se repetindo e que não trazem nenhuma novidade ao consumidor. É nesse ponto, ao meu ver, que a paleta remete ao grunge, pois foge um pouco do convencional, nos tirando da nossa zona de conforto e abre a nossa visão, de repente, para uma nova tendência.

Venus, Shell, Aura e Creation.

Icon, Rebirth, Divine e Muse.

Infelizmente a paleta está esgotada no site da Lime Crime, porém ela é um item permanente e a marca prometeu que em breve retornará ao estoque. Ela custa US$42,00 um preço bem carinho, ainda
mais com a cotação alta do dólar. No entanto, para mim ela valeu o investimento, tenho usado sempre! A Lime Crime envia para o Brasil, mas eu encomendei a minha com a Carol da lojinha @encomendinhas  no instagram. Também já usei algumas das sombras para montar o look do último post, então se você deseja vê-las em ação é só acessar o link do post aqui.


Beijos e até o proximo post.