sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Resenha: Lime Crime Venus II Eyeshadow Palette - Review & Swatches


Olá a todos!

Hoje a resenha é de um produtinho de uma marca um tanto quanto polêmica, a Lime Crime.
Após lançar no final de 2014 a Venus Eyeshadow Palette, conhecida como a paleta grunge e causar um grande alvoroço, a marca recentemente lançou a segunda versão da paleta original, chamada Venus II, que também já se tornou bem famosa.

Já contei aqui no blog, (confiram o post aqui) que a Lime Crime é conhecida por certos escândalos e polêmicas que envolvem tanto a marca, quanto sua a fundadora a Doe Deere. A empresa já foi amplamente acusada de fraude, de mentir para seus cliente e de omitir certas informações sobre a produção e conteúdo de seus itens. A lista de indignações é enorme.

Eu mesmo já critiquei muito a marca e em março de 2015 e naquele momento escrevi que não compraria tão cedo produtos da Lime Crime, entretanto deixei claro que amava demais meus produtinhos da marca. Sendo assim, mantive por todos esses meses minha palavra e nem dei bola para os lançamentos, porém ao me deparar com Venus 2, toda a minha resistência foi por água abaixo. 


A Venus II é a irmã mais dark da versão original e veio para dar continuidade ao seu legado. Segundo a descrição da marca, em uma tradução livre, a Venus II  é: 

"Um follow-up da tendência cult dos olhos castanhos-avermelhados de 2015, Venus II é a irmã mais escura que massacra com oito sombras full-size, imprudentemente pigmentadas que levará o seu jogo de maquiagem para o próximo nível. VENUS 2 dispõe de uma variedade de tons distintos que criam looks igualmente distintas. 'Filter' é um retrocesso ao Buffalo 66; 'Boot' explode como uma faísca nebulosa; 'Jam', 'Mud' e 'Mostarda' criam um olhar clássico do início dos anos 90; enquanto 'Pigeon' e 'Fly' elevam a paleta para um necessário nu-grunge."


As 8 cores disponíveis são:

Primeira filiera

Pigeon: sombra bem metálica, em um tom de marrom avermelhado, com um duochrome verde lindo. Lembra demais a sombra da MAC na cor Club, o pigmento BlueBrown e o também pigmento da Makeupgeek na cor Insomnia, já resenhado aqui no blog. 

Filter: Tom azul pastel fosco, super intenso. A tonalidade é bem semelhante com a cor escolhida pelo Pantone para o ano de 2016, chamada Serenity.

Marsh: uma sombra cinza-esverdeada. Um verde de musgo, meio militar, com uma leve cintilância dourada, super bonito e usável.

Mustard: Sombra com um subtom bem quente, com uma tonalidade bem mostarda mesmo, um tanto ocre, com acabamento fosco e muito pigmentada. 

Segunda fileira:

Fly: Sombra em tom de marfim perolado com um duochrome verde, lembra a cor de uma asa de mosca. Este tom é mesmo maravilhosos e super diferente. É ótima para iluminar no canto interno dos olhos e abaixo da sobrancelha.

Jam: Cor de abóbora mate. A sombra possui uma tonalidade laranja um pouco mais fechada e tem boa pigmentação. Complementa bem o tom mustard, perfeita para quem gosta de tons quentes, assim como eu.

Mud: Marrom/borgonha fosco, a cor de fruta estragada. sombra linda, com excelente pigmentação, super macia. Este tom fica ótima na pálpebra ou para escurecer o côncavo.

Boot: Sombra preta fosca com brilho multi-colorido que se assemelha a uma nebulosa. Apesar do tom preto ter uma pigmentação ok, o glitter desaparece um pouco após a aplicação, ainda mais se você esfumar a sombra. Isto sempre acontece quando base da sombra é bem opaca, parece que o glitter perde a aderência. Mesmo assim, gostei da sombra e antes mesmo de comprar a paleta eu já tinha uma ideia de que isto poderia acontecer, então não me decepcionei. Um jeito de fazer o glitter aparecer mais é aplicando com os dedos, dando leve batidinhas na pálpebra, ou aplicando a sombra por cima de uma base cremosa preta.



Eu já amava  a embalagem original e a versão modificada da Venus II ficou realmente incrível, a arte está belíssima e combina demais com a proposta da paleta. A deusa romana Venus continua linda, só que desta vez sem a concha e sim com asas, os cabelos azuis deram lugar ao flamejante vermelho. A paleta é feita de um papelão resistente, com fechamento magnético.

Todas as sombras possuem uma ótima textura, são macias, fáceis de esfumar e trabalhar. A pigmentação no geral também é muito boa, mas nunca deixo de usar um primer antes de aplicá-las, isto aumenta a durabilidade, a aderência e potencializa a cor das sombras.

A única sombra que tem uma qualidade um pouco inferior é a Boot, gostaria que o glitter tivesse uma melhor aderência, a cor é muito mais interessante na paleta, já nos olhos fica um preto com alguns brilhos. Mesmo assim, a sombra é muito bonita e perfeita para se fazer um black smokey eyes.

O que me chama mesmo a atenção nesta paleta é a variedade e diversidade de tons. Amei a mistura de cores mais quentes, como o laranja, o ocre e o marrom meio vinho com os verdes. Achei que a sombra azul poderia ficar um pouco dessituada, realmente, em princípio, ela não combina muito com os outros tons, mas aí é questão de criar coragem e deixar a criatividade agir. O tom Fly é sem dúvida o mais diferente e original, na paleta ele parece apenas um tom perolado sem graça, mas ao aplicar o brilho verde e dourado se sobressaem de uma forma linda, dependendo da luz é possível capitar mais o brilho dourado ou o esverdeado.




Gente, sei que muitos me acharão uma hipócrita por ter voltado a comprar os produtos da lime crime, mas não é bem assim. Em momento algum me comprometi com o boicote a marca e apesar de toda a controvérsia em torno da empresa, eu realmente amo seus produtos. Nunca me decepcionei com nenhum item, na verdade eles me agradam demais, sempre me surpreendem. O único ponto negativo é alto preço cobrado, mas fora isso não tenho mais reclamações. Claro que fiquei muito consternada com tudo que aconteceu, com as fraudes, com as mentiras, com as omissões e o descaso com clientes lesados por parte da Doe Deere. Realmente a Lime Crime não é uma companhia muito confiável, no entanto os produtos por eles comercializados são a minha cara, não sei explicar muito bem, apenas desejo usá-los todos os dias.

Outro ponto importante é que eu nunca comprei diretamente pelo site, sempre encomendei meus itens com a Janaína Vasconcellos, que revende produtos importados. Desta forma, nunca tive meu cartão clonado e dados roubados, a Janaína também nunca passou por tais problemas.


Enfim, como disse acima, eu adquiri a paleta com a Janaína, lojinha janaimortados, no facebook. A paleta no site da Lime Crime custa 32 dólares e eles enviam para o Brasil. Junto com a paleta eu comprei o Velvetine Jinx, em breve postarei resenha dele também.

Mil bjs e até o próximo post!